O Seu Portal De Notícias !

Deus seja louvado!
EN do couto
EN do couto

Notícias Noticia em Destaque

OMS chama atenção para a segurança sanitária dos alimentos

Cerca de 420 mil pessoas morrem por ano em decorrência de doenças transmitidas por alimentos

OMS chama atenção para a segurança sanitária dos alimentos
Mais de 200 doenças são causadas pela ingestão de alimentos contaminados
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Dia Mundial da Segurança dos Alimentos (DMSA), celebrado em 7 de junho, ganha cada vez mais relevância em todo o mundo. A data foi instituída pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 2018, com o objetivo de contribuir para a segurança sanitária dos alimentos e a saúde humana em um mundo em que a cadeia de suprimentos se tornou mais complexa e global.

Em 2023, o tema “Normas alimentares salvam vidas” destacou a prevenção de doenças transmitidas por alimentos, as quais afetam cerca de 600 milhões de indivíduos no mundo todos os anos, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Cerca de 420 mil pessoas morrem anualmente em decorrência de doenças transmitidas por alimentos (DTA), sendo 30% crianças com menos de 5 anos.

“A maioria das doenças transmitidas por alimentos é totalmente evitável”, afirma Tatiana Karagulian, técnica em nutrição e consultora de alimentos, especializada em alergia e intolerância alimentar pela CBI of Miami.

Continua depois da publicidade

Leia Também:

DTA é uma sigla que se aplica a todas as doenças resultantes do consumo de alimentos contaminados por bactérias, vírus, parasitas e produtos químicos, bem como por biotoxinas, podendo provocar quadros agudos infeciosos ou de intoxicação.

“Todos estamos suscetíveis a contrair doenças transmitidas por alimentos, mas certos grupos populacionais enfrentam maior risco de complicações graves: crianças, bebês, gestantes, idosos e indivíduos com o sistema imunológico comprometido estão entre os grupos mais vulneráveis”, diz Tatiana.

Segundo a OMS, mais de 200 doenças, de diarreia a câncer, são causadas pela ingestão de alimentos contaminados com bactérias, vírus, parasitas ou produtos químicos.

Neste contexto, empresas do setor alimentar são incentivadas a trabalhar com seus funcionários, fornecedores e outras partes interessadas para desenvolver “uma cultura de segurança alimentar”.

“Em casa, a manipulação segura dos alimentos inclui lavar as mãos antes de preparar as refeições; o consumo de água/gelo de fontes seguras; respeitar o prazo de validade dos alimentos, bem como o armazenamento em ambiente e temperatura apropriados”, explica Tatiana Karagulian.

Em 2024, o Dia Mundial da Segurança dos Alimentos sublinha a importância de estar preparado para incidentes de segurança alimentar, ou seja, situações em que existe um risco potencial ou confirmado para a saúde, associado ao consumo de alimentos. Um incidente alimentar pode acontecer, por exemplo, devido a eventos naturais como enchentes. A campanha visa explorar desafios subsequentes no que diz respeito ao armazenamento seguro de alimentos em casos de queda de energia, por exemplo.

Para ajudar a prevenir a epidemia de doenças causadas por alimentos não seguros, a OMS lançou o documento “Estratégia Global da OMS para a Segurança Alimentar 2022–2030”, com metas globais de segurança alimentar a serem alcançadas até 2030.

Atualmente, não existe nenhum mecanismo global para alinhar esforços nesta área e fornecer inovação e apoio aos países de forma coordenada.



Website: https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/food-safety
FONTE/CRÉDITOS: DINO
Comentários:
Supermercados Fluminense
Supermercados Fluminense

Venha fazer um Bom Negócio!

Cadastre-se agora!