Regiões Norte e Noroeste Fluminense do Estado do Rio de Janeiro

Coluna/Opinião

Planejamento Previdenciário

E aí, já fez o seu?

Planejamento Previdenciário
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando
O que é e para que serve o planejamento previdenciário?
O planejamento previdenciário é um serviço de organização e de preparação pré-aposentadoria que visa a garantir que o trabalhador se aposente de forma mais rápida e recebendo o melhor benefício possível.
Como o processo de aposentadoria exige o cumprimento de uma série de requisitos, é necessário estar atento a cada um deles.
Deve-se dedicar atenção e organização extras para viabilizar o recebimento do benefício de acordo com o que determina a legislação previdenciária e com aquilo que o trabalhador deseja.
Dessa forma, o planejamento permite que o trabalhador se prepare para o futuro, contribuindo para receber a aposentadoria que ele planejou.
Isso quer dizer que não adianta contribuir durante uma vida inteira com um valor correspondente a um salário mínimo e, depois, esperar receber uma aposentadoria de R$ 5.000,00.Ou, ainda, contribuir a vida inteira com o teto máximo de forma desnecessária.
Outro exemplo de falta de planejamento envolve os trabalhadores que têm o direito à aposentadoria especial.
Isso porque não adianta trabalhar em uma função que lhe garanta esse direito se você não tiver, em mãos, a documentação que o INSS exige para comprová-lo.
Essas situações são muito mais comuns do que você imagina.
Alguns trabalhadores não têm ideia do quanto é burocrático e complicado um pedido de aposentadoria que não vem acompanhado dos documentos exigidos e das informações que são necessárias para a concessão do benefício por parte do órgão responsável.
Além disso, outra situação comum está relacionada aos trabalhadores que protocolam seus pedidos de aposentadoria.
Eles acham que vão receber um determinado valor de contribuição e, no fim, acabam recebendo um valor inferior, simplesmente por não terem se planejado.
Dessa maneira, a realização de um trabalho que antecede o pedido de aposentadoria — o chamado planejamento previdenciário — facilita todo o processo e ajuda o trabalhador a obter o melhor benefício, dentro daquilo que ele planeja.No entanto, você deve estar se perguntando: afinal, o que é, na prática, esse planejamento previdenciário?
Bem, ele nada mais é do que um estudo preliminar que aponta quanto tempo uma pessoa ainda precisa contribuir para a previdência social a fim de ter direito à sua aposentadoria.
Além disso, esse estudo faz uma estimativa matemática que permite visualizar os valores dessas contribuições com o objetivo de definir qual será o montante recebido a título de benefício.
Ou seja, nada mais é do que um cálculo, acompanhado de um estudo jurídico previdenciário, baseado no valor da contribuição e nas informações previdenciárias do trabalhador.
Informações essas que são coletadas até o momento do estudo, que permitirá identificar quanto ele receberá quando tiver direito de se aposentar.
Vale ressalvar que esse cálculo é uma estimativa e, em muitos casos, é realizado com projeção a longo prazo, ou seja, para daqui a 10, 20 ou 30 anos.
Por isso, não leva em consideração algumas informações, como reajustes, inflação e possíveis mudanças nas regras previdenciárias.
Entretanto, utilizar-se dos índices atuais já é uma excelente fonte de informação para se aproximar do valor real que a pessoa poderá receber no futuro e também para permitir o desenvolvimento de uma estratégia previdenciária a longo prazo.
Dessa forma, o planejamento previdenciário permite que o trabalhador visualize como será o seu futuro em termos de aposentadoria e que ações podem ser tomadas para atingir um determinado objetivo.
 
 
 
 
 
Comentários:

Veja também

Seja bem vindo ao Portal Entre Cidades ! deixe aqui sua mensagem !